AAUFMA CELEBROU ‘DIA DOS PAIS’ E A VIDA DOS ASSOCIADOS

A AAUFMA realizou mais um “Encontro ao Entardecer” em comemoração ao Dia dos Pais e à vida dos associados, que nasceram em junho, julho e agosto. A confraternização aconteceu no dia 12 de agosto, no Restaurante Sabina, e reuniu mais de cem pessoas, entre associados, familiares e amigos.

Logo no início, a associada Elisa Lago cantou algumas músicas, acompanhada pelo violão de Guilherme. Em seguida, o Padre Orlando e Dory Lima fizeram um momento de oração. O associado Milton Freitas emocionou a todos com um texto, seguido de uma poesia, para homenagear seu pai e os pais em geral:

“Em clima de festa, mais uma vez reunidos neste ambiente familiar que nos proporciona a AAUFMA, quedamo-nos a refletir sobre os nossos pais, vivos alguns, GRAÇAS A DEUS, outros REDIVIVOS em nossas lembranças e alguns mesmo esquecidos./em

Aquele que em determinada fase de nossa vida foi nosso herói e nosso grande amigo, aquele que reconhecemos como o timoneiro do nosso LAR, que nos orientou a cultuar e praticar valores relacionados à PATRIA, à FAMÍLIA e, sobretudo a DEUS, talvez em vida não tenha tido a oportunidade de ouvir de nossa boca um singelo ‘MUITO OBRIGADO, PAPAI!’/em

Nos anos de 1970, em um programa de TV, tive a feliz oportunidade de ouvir pela primeira vez, na voz de seu compositor SÉRGIO BITTENCOURT, uma modinha feita em homenagem ao seu pai, o conhecido músico JACOB DO BANDOLIM, então recém falecido.

A modinha me comoveu e se fixou em minha mente, como se o cantor ali estivesse me representando junto ao também saudoso MEU PAI.

Por esses dias, um impulso acometeu de me apropriar de algumas das sentimentais frases de SERGIO BITTENCOURT na modinha referida e de, eu mesmo fazer esta homenagem a todos aqueles que carreguem ou tenham carregado nos ombros a ‘GRAÇA DE UM PAI’. EIS:

HOMENAGEM AOS PAIS – Milton Freitas

‘Naquela mesa está faltando ELE’

Verso de cantiga para um PAI ausente

Onde o poeta recorda com saudade

A lembrança que aflige tanta gente.

Reunida a FAMÍLIA em volta à mesa

Com certeza, sem dúvida DEUS PRESENTE,

Agiganta-se a figura do pai inesquecido

Seu CARATER, seu CARINHO do amor SEMENTE.

Vem-nos à mente cenas de outrora:

Papai a contar-nos ‘causos’ variados:

– a ONÇA era a VILÃ e o MACACO – MOCINHO.

Os sucessos do BEM sempre enfatizados.

Papai foi MESTRE que nos legou também

O CULTO e a PRÁTICA de VALORES, enfim

AMOR À PATRIA, à FAMÍLIA e, sobretudo, a DEUS

OH! SENHOR! ‘Como a SAUDADE dele ainda dói em MIM’”

Como ele não se encontrava presente, por motivos familiares, a leitura e a declamação do texto/poesia ficaram a cargo de Mário Meireles Neto, seguido dos acordes da música “Naquela Mesa”.

Findo esse momento, partiu-se para sorteio de presentes e, de modo bem informal, a Diretoria entregou-os aos pais e aniversariantes associados. Logo depois, todos os homenageados se reuniram ao redor do bolo e foi cantado o “Parabéns a Você”. Tudo acompanhado de um buffet completo de tortas, quiches, doces, salgados, sucos, chocolates e outras delícias e da voz calorosa de Guilherme.

Mais uma vez, a Família AAUFMA se reuniu em alegre happy hour cheio de beleza e descontração!

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*